05/03/2020

Começar a caminhar

Caminhar é atividade física mais democrática que existe. Desde que não haja alguma restrição, qualquer pessoa de qualquer idade pode fazer uma caminhada. Para isso, basta usar uma roupa e um calçado confortável-de preferência um par de tênis que seja adequado ao seu tipo de pisada- e ir para rua ou esteira.

Além dos benefícios para a saúde que contribuem para a longevidade, pesquisas mostram que essa atividade física combate inclusive a depressão. Apesar de ser uma atividade que parece ser de baixo impacto, é necessário adotar algumas precauções.

- Antes fazer qualquer atividade física, é fundamental consultar um médico e verificar se há alguma restrição em relação à parte clínica. Depois, procure um profissional de Educação Física para que ele prescreva uma carga de exercícios que você esteja apto a realizar. É importante que a pessoa comece a caminhar numa intensidade baixa e, a medida que ela aquece, vá aumentando essa intensidade gradativamente.

- Se você não tem como caminhar num local aberto, uma opção é se exercitar numa esteira. Os benefícios são os mesmos, apesar de algumas diferenças na execução do exercício no aparelho.

- Existem diferenças entre caminhar e correr na rua e na esteira. A principal é em relação à resistência e ao impacto no solo (no aparelho, são menores). O correto é pisar primeiro com o calcanhar e depois com as pontas dos pés, manter o abdome contraído e a respiração completa. É importante começar gradativamente para condicionar o sistema cardiorrespiratório e depois aumentar aos poucos a velocidade e o tempo de prática.

 

 

Fonte: Eu atleta. Disponível em: http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/treinos/noticia/2012/11/caminhar-e-um-excelente-exercicio-mas-tambem-merece-cuidados.html. Acessado em 03/03/20
 

Notícias

Começar a caminhar

Caminhar é atividade física mais democrática que existe. Desde que não haja alguma restrição, qualquer pessoa de qualquer idade pode fazer uma...

+ Leia mais

Pensando em fazer dieta?

Toda dieta alimentar pode contribuir para reduzir risco de doenças para o coração, mas é preciso ter orientação de um profissional para que não...

+ Leia mais

Coronavírus

A infecção pelo COVID-19 se manifesta como um quadro viral respiratório, com dor de garganta, febre e tosse, podendo evoluir de uma forma branda na maioria dos casos, porém, ocasiona morte...

+ Leia mais

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

É uma doença em que o coração não consegue mais bombear sangue suficiente para o corpo, comprometendo as funções e necessidades do organismo...

+ Leia mais